Luciano Pereira do Nascimento está recolhido no Centro de Triagem Masculino de Marabá desde a manhã de ontem, quarta-feira (3), após ter sido autuado em flagrante pelo furto da caminhonete do próprio patrão. Ele foi preso na noite de terça (2), por volta das 19 horas, próximo à Curva do S, na Rodovia BR-155, zona rural de Marabá.

Conforme registrado pela Polícia Militar em boletim de ocorrência, na 21ª Seccional Urbana de Polícia Civil, a guarnição que atua na vila recebeu um telefonema com às informações  que um veículo Triton Sport, de cor branca e placas QEA-8565, havia sido furtado naquele município.

Foram informados, ainda, que o automóvel foi visto posteriormente trafegando pela Rodovia BR-155, em direção à Marabá. Após a denúncia, os militares que estavam na vila passaram a fazer buscas naquela região e conseguiram localizar a caminhonete sendo conduzida por Luciano.

De acordo com o sargento Edson, os policiais deram ordem de parada à Luciano, porém ele não atendeu e a equipe precisou efetuar disparos contra o automóvel para que o motorista freasse. Ele ainda tentou fugir, mas acabou preso e encaminhado para a 21ª Seccional Urbana de Polícia Civil. “Ao ser questionado a respeito do crime ele falou que estaria levando para Repartimento, de onde daria destino”.

O carro foi roubado na propriedade na qual Luciano trabalhava como vaqueiro, na Vila Palmares, em Parauapebas. Luciano prestou depoimento e foi autuado em flagrante por furto, sendo transferido para o presídio em seguida. Ele aguarda pela audiência de custódia junto ao Poder Judiciário.

Ouvido pelas equipes de reportagem que estavam na delegacia, o preso confirmou que havia furtado o veículo e que o fez para “ir embora”. A intenção, diz, era ir até Novo Repartimento vender o veículo, mas ainda não sabia para quem. Acrescentou nunca ter sido preso antes e contou como agiu: “Eu só peguei a chave sem ninguém ver e saí”.