Além de Parauapebas ação da PF se estendeu para seguintes cidades: Marabá, Breu Branco, Canaã dos Carajás e Eldorado do Carajás.

Nesta terça-feira (31), agentes da Polícia Federal cumprem quatro  mandados de prisão, cinco mandados de busca e apreensão e  seis conduções coercitivas, bem como ordens judiciais de afastamento de servidores da função pública nas cidades de Marabá,  Parauapebas, Breu Branco, Canaã dos Carajás e Eldorado doCarajás.

A operação conta com 60 policiais federais e o apoio do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (IBAMA), que ajudou nas investigações.

Entre os presos estão  servidores do órgão ambiental  que são suspeitos de repassar informações para madeireiras e outras pessoas fiscalizadas pela autarquia federal em troca de vantagens indevidas ou dinheiro em espécie. Os mandados de buscas estão sendo cumpridos em empresas suspeitas de pagar tais propinas.

Os suspeitos irão responder por corrupção passiva, ativa e concussão e se condenados podem pegar penas de prisão de até 8 (oito) anos de reclusão, além de multa.

Fonte: Otávio Araújo