Na noite da última terça-feira (20), circulou nas redes sociais uma notícia de um suposto sequestro de uma criança recém-nascida.

 A suposta mãe dizia ter sido atacada por um casal, que com uma faca teria levado sua filha.
A mulher deu nome à suposta criança como sendo Valentina  e divulgou uma foto de outra menina. Mais tarde seria desmentida pela mãe verdadeira que fez um post em uma rede social explicando que a menina da foto já está com dois anos de idade e que a criança da foto é sua filha.

 A Polícia Civil de Canaã dos Carajás e de Curionópolis constatam a farsa da mulher. Em um interrogatório foi descoberto que a mulher provavelmente teria abortado seu filho de seis meses de gestação disse o delegado Bruno Fernandes em sua página do Facebook.
O delegado também disse que agora está investigando para saber Jayene Raíssa fez um aborto com ajuda de uma parteira ainda não identificada.(  interrupção da gravidez e expulsão  do feto de forma prematura ) ou o crime de  infanticídio(matar o próprio filho logo após o parto influenciado pelo estado puerperal)
O caso segue sendo investigado pela Polícia Civil de Canaã dos Carajás.

Fonte: Delegado Bruno Fernandes

Foto: Polícia Civil